Vocês lembram que no último post eu falei um pouco sobre como lavar, secar e identificar as informações da etiqueta de composição da peça? Então, hoje eu vou complementar as dicas falando um pouco sobre como cuidar de cada tecido.

Se você ainda não sabe onde encontrar essa informação sobre o tipo de tecido da peça na etiqueta de composição, vale conferir o primeiro post.

TECIDOS NATURAIS – São confortáveis, resistentes, flexíveis, duram mais e ainda permitem que a pele respire (perfeito para o verão). Mas tem os contras – Eles desbotam com o tempo e amassam facilmente.

Algodão: Encolhe se for levado à alta temperatura, resiste bem ao ferro, caso seja colorido, deve ser lavado pela primeira vez sozinho. Sabe aquela blusa de algodão? Então, é ótima pra ser usada por baixo de outras peças no friozão porque aquece.

Lã: Tem alta absorção, é um ótimo isolante térmico, não deve ser lavada em alta temperatura por encolher e, na hora de secar, estenda a peça sobre uma toalha, ao invés de pendurá-la no varal, pois isso irá deformá-la.

Linho: É um tecido leve, resistente à sujeira e é muito mais fácil de amassar que os outros. Resiste bem ao ferro de passar, deve ser lavado à mão e não deve ser lavado em alta temperatura ou ser centrifugado.

Seda: É leve, com toque agradável, retém bem as cores e deve ser lavada sem esfregar. Quando for passar à ferro, utilize temperatura baixa e sem vapor.

tecidos sinteticos e artificiais
Imagem: Reprodução

TECIDOS ARTIFICIAIS E SINTÉTICOS (Acetato, Rayon, Viscose, Poliéster, Poliamida e Elastano)

São resistentes, secam mais rápido e quase não amassam. Perfeitos para quem viaja muito e precisa de praticidade, além de aquecer no friozão também. Os contras – São uma péssima escolha no verão e não deixam a pele respirar causando cheirinho indesejado durante o uso.

Todos possuem toque macio, sedoso e mantêm bem as cores. Ao lavar, evite a centrifugação, pois pode deformar a peça. São todos sensíveis ao calor, por isso queimam com facilidade, tem baixa resistência à umidade e concentram eletricidade estática.

Obs.: Estas informações se referem a tecidos puros. Em caso de misturas, é necessário observar o percentual de cada matéria-prima na roupa em questão e aplicar um tratamento da fibra mais sensível.

jeanscuidados
Imagem: Pinterest

JEANS

O cuidado com o jeans depende muito da lavagem e composição que ele tem, mas devemos lembrar que amaciante demais em qualquer tecido destrói a fibra desgastando e ressecando. Encontrei mais algumas dicas no site da Levi’s, olha só!

A PRIMEIRA LAVAGEM

É importante que a primeira vez que você lavar seus jeans ou sua jaqueta, lave à mão e com água morna, sem sabão nem detergente. Deixe que a peça fique de molho durante no mínimo 10 minutos, mexendo suavemente para impedir que adquira uma coloração desigual.

LAVAGENS POSTERIORES

Não se esqueça de virar a peça do avesso e lavá-la à mão, separada das outras peças, a 40ºC, já que é provável que a cor índigo desbote. Evite o uso de sabão ou detergente porque isso o faria perder a cor. A maior parte do encolhimento se produzirá nas três primeiras lavagens. No entanto, pode continuar, apesar de não com tanta força, até a décima lavagem. Se você utiliza uma máquina de lavar, siga as mesmas instruções para obter melhores resultados e submeter o tecido a atritos mínimos. Dê sempre uma olhada na etiqueta, ela lhe indica os cuidados adequados com a peça.

PARA JEANS COM TRATAMENTO ESPECIAL

Os jeans que estão ‘acabados’ (pré-lavados ou tratados de outra maneira) encolhem menos, aproximadamente de 1 a 3%. Não faça a bainha desses jeans até terminar o processo de encolhimento, depois de três ou quatro lavagens a 40°C. Consulte sempre a etiqueta sobre os cuidados com a peça.

As informações são muitas e nessa vida corrida fica difícil colocar tudo em prática, mas a gente tenta né, rs. =)

Se você tem alguma dica pra compartilhar, fique à vontade! <3

%d blogueiros gostam disto: